• Redação Obra Prima

Um projeto de resgate

Se a vida te der limões... Hoje, aqui no BlogObraPrima.com, apresentamos a reforma da Casa Butiá, assinada pelo escritório Arq. Simplifica, que aproveita a base de sua antiga estrutura e a transforma em inspiração, valorizando a simplicidade local e modificando a essência dos ambientes internos e externos. "Respeitamos o desenho conceitual de casa e fomos compondo a fachada de dentro para fora. O projeto cria conexão com um espaço esquecido na paisagem e ressignifica uma história", diz os arquitetos. Fotos: Roberta Gewehr, Fernanda Ness.








"Casa Butiá é um lar para criar lembranças. O estudo de layout divide a planta ao meio - para o lado do nascer do sol, temos a área íntima e para área social, o pôr do sol. A área social da casa é o ponto forte do projeto, uma grande cozinha com parrilla, mesa de jantar e bar se integram com a varanda. A área de estar com tv e lareira, apesar de não ter barreiras em relação a cozinha tem pé direito mais baixo trazendo mais conforto e uma ideia de privacidade. Na área íntima trabalhamos com um conceito hotel, poucos mobiliários, iluminação indireta e relação com a paisagem de forma privada.







Respeitar a base construtiva existente nos trouxe a consciência de valorizar a simplicidade do lugar. Os materiais na sua verdade contrastam com a paisagem leve e o mobiliário pontual se equilibra com os vazios. Tiramos partido de todos os elementos possíveis de serem reaproveitados e nos elementos novos trouxemos materiais que marcam a nova fase dessa edificação. Esse é um projeto de resgate e valorização do lugar.







Sem dúvida a lareira é um ponto de destaque do projeto. Soltamos o grande volume da lareira na paisagem, criando uma forte conexão com o exterior. A localização marca a nova fase da edificação, é onde temos o pé direito mais baixo e os grandes planos de vidro que nos levam para fora e nos fazem “olhar para dentro”. A caixa de madeira aquece os encontros e as memórias que ali vão sendo criadas.







A grande varanda da boas-vindas aos que chegam estendendo a casa até as árvores. O piso continuo quebra a relação interior X exterior. Buscamos materiais simples e que trouxessem além de funcionalidade, aconchego para o lugar. Valorizamos os contrastes e buscamos os materiais na sua verdade como elementos fortes de projeto.





A iluminação valoriza a escala humana e sugere a experiência. A presença da madeira em contraste com as paredes e o piso frio aquece o cenário doméstico e a esquadria em fita emoldura a paisagem. A simplicidade e a beleza das lâminas de pau ferro em contraste com a brutalidade da pedra de basalto, tudo isso suavizado pelas texturas e pela iluminação natural. Os dormitórios foram pensados para confortar os visitantes. Nos banheiros a beleza dos contrastes e a iluminação que sugere o autocuidado."













1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo