• Redação Obra Prima

Mexicanos usam madeira de dormentes de trem para construir shopping

Atualizado: 12 de set. de 2021

Como ter um espaço comercial em meio a uma área em que o principal objetivo é a conservação natural? Foi a partir desta pergunta que o escritório mexicano CANO | VERA Arquitetura desenvolveu o Plaza Andaro.

Por Mayra Rosa / CicloVivo - Fotos: Rafael Gamo/Divulgação



Conforme informado pelo site Plataforma Arquitectura, todos os detalhes do centro comercial foram pensados para impactar da menor maneira possível o ambiente ao seu redor. Sendo assim, os arquitetos utilizaram materiais reaproveitados na estrutura e mantiveram boa parte da vegetação original.



Madeira é a principal matéria-prima deste prédio, mas não qualquer tipo. Os construtores reaproveitaram a madeira de lei, que antes servira de dormente para trilhos de trem. O material passou por tratamento e foi usado em toda a construção. A base foi feita com estruturas metálicas.





A forma como os arquitetos usaram os dormentes na fachada permite a passagem do ar, ao mesmo tempo em que fornece sobra para as varandas e corredores do centro comercial. Desta maneira o conforto térmico é garantido de maneira natural.




Entre os prédios estão jardins e até mesmo pequeno rio, que é cheio naturalmente, de acordo com as estações do ano. A obra foi concluída em 2013 e está localizada na cidade de Avándaro, no México.



Dormentes de demolição versus dormentes novos de eucalipto tratado


Além da beleza singular da textura exposta ao tempo, dormentes usados, de demolição ou de trilho de trem, são uma forma sustentável de construir. Mas, de acordo com especialistas, ao comprar este tipo de madeira é preciso conferir suas condições. Para uso estrutural, por exemplo, ela deve apresentar bom estado de conservação, sem sinais de apodrecimento ou ataques de cupins e/ou brocas, nem pregos, conectores, tintas ou restos de concreto. Saber a procedência também é fundamental.


Dormentes novos. Foto: Euro Equipamentos


Mas você também pode usar dormentes novos na estrutura de sua casa, como nos batentes de portas e janelas. O dormente de eucalipto Citrodoro tratado aparelhado ou simplesmente dormente de eucalipto tratado, para uso em ferrovias, não perde no quesito sustentabilidade, pois provém de florestas renováveis, e passa por um determinado procedimento que envolve pressão, em autoclave, combinada com produtos específicos, que auxiliam na conservação da madeira. Tal tratamento garante durabilidade equiparável à de madeira de lei e muita resistência a pragas e intempéries - daí o eucalipto tratado ser tão procurado para construção de casas de praia e de campo.




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo