• Redação Obra Prima

CASACOR Rio de Janeiro estreia temporada 2022

A mostra, que abre as portas da Residência Brando Barbosa ao público na quarta-feira, 27 de abril, e por lá segue até 26 de junho de 2022, apresenta 45 ambientes idealizados e desenvolvidos pelo talentoso elenco de 43 equipes de profissionais proeminentes do universo do morar da contemporaneidade.


Pala Ribeiro – Living da Fonte. Ambiente da CASACOR Rio de Janeiro 2022. André Nazareth/CASACOR


Estar do Pátio - Maurício Nóbrega Arquitetura. Ambiente da CASACOR Rio de Janeiro 2022.

(André Nazareth/CASACOR)


O local é o mesmo, mas as semelhanças terminam por aí. Com o olhar renovado, um novo tema e, como não poderia deixar de ser, uma porção de ambientes inéditos, a CASACOR Rio de Janeiro estreia a temporada com o melhor da arquitetura, da decoração de interiores, do design, da arte e do paisagismo.


Para explorar o “Infinito Particular“, tema das mostras da CASACOR neste ano, que trata do lar como um acervo de memórias e um porto seguro dos moradores, a mostra deu ainda mais ênfase à sua área externa – em especial ao jardim, que cativou tantos visitantes na edição anterior, cuja área soma um total de 12 mil m² cobertos por vegetação nativa da Mata Atlântica. Dessa forma, dos 45 ambientes, apenas 22 estão localizados dentro da casa principal. Os outros 23 ambientes ocupam a área externa da residência, que abriga um complexo gastronômico, as áreas comerciais e a Vila CASACOR, uma das novidades desta 31ª edição.


Refúgio Urbano, por UP3 Arquitetura- CASACOR Rio 2022

(André Nazareth/CASACOR)


Entre as tendências desta edição, destacam-se os espaços de autocuidado que, antes voltados exclusivamente para a higienização, agora ganham a vocação de salas de banho para a descompressão e o relaxamento. Vale a pena também prestar atenção nas salas multifuncionais e de convívio, que se desdobram e ganham várias funções para atender ao dia a dia em um espaço reduzido. Sempre exuberantes, os jardins da Residência Brando Barbosa adentram as composições ao aparecer também em paredes, texturas, tecidos, materiais, móveis e revestimentos.


Diego Raposo e Manuela Simas – SPA DECA. Ambiente da CASACOR Rio de Janeiro 2022. André Nazareth/CASACOR


Olhar contemporâneo


Mario Costa Santos – Pavilhão 22. Ambiente da CASACOR Rio de Janeiro 2022. André Nazareth/CASACOR


“O Canto do Poeta”, por Sérgio Conde Caldas Arquitetura. Ambiente da CASACOR Rio de Janeiro 2022.

(André Nazareth/CASACOR)


O icônico imóvel que abriga a CASACOR Rio pelo segundo ano consecutivo ganhou um olhar muito mais contemporâneo nesta edição. Se no ano passado os ares palacianos da residência foram o destaque, neste ano ela surge com uma proposta completamente diferente: em vez de uma casa, um instituto cultural. Um lugar voltado para as artes e os encontros, que está sempre de portas abertas para a cidade e seus moradores. Dessa forma, a antiga cozinha deu lugar a um café; já os quartos, o home office e a sala de banho da edição anterior se tornaram áreas de uso comum, com destaque à hospedaria, pensada para receber os convidados do Instituto Brando Barbosa.


A mudança traz em mente dois princípios: apresentar ambientes mais próximos ao público, para que eles desfrutem melhor dos pátios, dos jardins e das áreas de entretenimento; e também surpreender quem está visitando o local pela segunda vez, ao revelar novos usos para os ambientes internos da casa.


Espaço Figueira, por Erick Figueira de Mello. Ambiente da CASACOR Rio de Janeiro 2022.

(André Nazareth/CASACOR)


Sustentabilidade em pauta: Vila CASACOR


Casa Migrante, por João Panaggio - CASACOR Rio 2022 (André Nazareth/CASACOR)


Aura, por Caco Borges e Carolina Haubrich. Ambiente da CASACOR Rio de Janeiro 2022.

(André Nazareth/CASACOR)


Além da mudança de estratégia, uma das principais novidades desta edição é a Vila CASACOR: uma área com estúdios entre 28 m² e 80 m² que ocupa parte dos jardins da casa com a proposta de receber artistas residentes em estúdios, espaços comerciais e casas com métodos construtivos rápidos, limpos e sustentáveis. As construções podem ser desmontadas – o que de fato vai acontecer após a mostra – o que de fato vai acontecer após a mostra – e remontadas com o mesmo formato em outro terreno.


Há dois deles: as estruturas metálicas usadas no espaço de João Panaggio; e os módulos metálicos, semelhantes a contêineres, que já vem com tratamento termoacústico. Eles foram usados nos ambientes de Mario Costa Santos; Bernardo Gaudie-Ley e Tania Braida; Caco Borges e Carolina Haubrich; Jorge Delmas; Sérgio Conde Caldas; Rafael Mirza; e Diego Raposo e Manuela Simas.



Expo, por Cristiana e Mariana Mascarenhas. Ambiente da CASACOR Rio de Janeiro 2022.

(André Nazareth/CASACOR)


Enfoque em arte e design


Jardim de Inverno, por Adriana Valle e Patricia Carvalho- Ambiente da CASACOR Rio de Janeiro 2022

(André Nazareth/CASACOR)


BamˈBo͞o Bar, por Gisele Taranto Arquitetura. Ambiente da CASACOR Rio de Janeiro 2022.

(André Nazareth/CASACOR)


A arte é sem dúvidas um dos grandes destaques desta edição, com trabalhos de grandes mestres em praticamente todos os ambientes. Desta vez, porém, os profissionais deram um show de criatividade – inclusive na forma de apresentar. Inovações estão por toda a parte, por exemplo, no espaço de Gisele Taranto, que expõe suas obras presencialmente, em pleno bambuzal, na forma de realidade aumentada; exposição virtual – o BamˈBo͞o Bar promete ser uma das sensações da mostra porque, além de transformar a piscina pink numa instalação da artista Maritza Caneca, ele traz também a também a exposição Olhar 2022, que reúne Carlos Vergara e jovens artistas da periferia. E ainda tem muito mais arte pela casa, em ambientes como de Cristiana e Mariana Mascarenhas, Mario Costa Santos, Paola Ribeiro, Mauricio Nóbrega e Tiago Freire. 


Além disso, o design nacional, como já é de praxe, ganhou grande protagonismo nesta edição. Além de peças icônicas que volta e meia encontramos ambientadas na mostra esta edição traz também lançamentos em mobiliário autoral, como é o caso os móveis desenhados pela dupla Adriana Valle e Patricia Carvalho para seu Jardim de Inverno; e, também reedições, como da estante de Bernardo Figueiredo pelo Arquivo Contemporâneo, que está em destaque no Espaço Prosa, de Paula Neder e Coletivo PN+.


Paula Neder e Coletivo PN+ - Espaço Prosa.


Mostra híbrida


Sala Da Música, por Tiago Freire. Ambiente da CASACOR Rio de Janeiro 2022

(André Nazareth/CASACOR)

Assim como na edição passada, a CASACOR Rio de Janeiro 2022 é híbrida: assim, a mostra pode ser visitada tanto presencialmente como virtualmente, através dos Tour 3Ds, fotos e vídeos disponíveis disponíveis no site e no canal do YouTube. Para acompanhar de perto a 31ª CASACOR Rio, acompanhe também nas redes sociais: no Instagram (@casacorrio_oficial e @casacor_oficial), no Facebook (CASACOR Rio e CASACOR Oficial), Twitter e LinkedIn. 


Sobre a Residência Brando Barbosa



Sede da CASACOR Rio de Janeiro em 2021 e 2022, o Palacete Brando Barbosa é vizinho do Jardim Botânico e foi construído em 1860 como parte da antiga Chácara da Floresta pela família Faro, de importantes cafeicultores. Anos mais tarde, foi a residência do importante médico sanitarista Oswaldo Cruz. Mas seus dias de glória foram vividos apenas a partir da década de 1960, quando Jorge Brando Barbosa e a esposa Odaléa compraram, reformaram e ampliaram o imóvel original usando móveis, arcos, portais, quadros e esculturas garimpados em antiquários, conventos, sedes de fazenda e igrejas do interior do Brasil. Muitos desses detalhes arquitetônicos foram restaurados para a CASACOR 2021 e, junto de soluções modernas e tecnológicas, criaram um mix de clássico e contemporâneo que permeou toda a mostra.


Doado em 2015, ainda em vida, por Odaléa Brando Barbosa ao Museu de Arte Sacra de São Paulo, o palacete passará a abrigar, após a realização da CASACOR Rio, o Instituto Brando Barbosa (IBB), um local de encontros para os interessados em arte, cultura e educação.


Fonte: CASACOR





29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo