• Redação Obra Prima

A maior desenhista de arquitetura de sua geração

Você já ouviu falar de Marion Mahony Griffin? Esquecida pela história, ela foi considerada a 1ª arquiteta do mundo.



Nascida há 150 anos em Chicago, filha de pai jornalista e mãe professora, sobreviventes do Grande Incêndio de Chicago, Marion Mahony Griffin cresceu no subúrbio, onde ficava fascinada com o rápido desenvolvimento urbano. Ingressou no Massachusetts Institute of Technology (M.I.T.) em 1894, época em que as mulheres mal frequentavam a escola. Depois de formada, Mahony trabalhou no escritório de arquitetura de seus primos, espaço compartilhado entre muitos arquitetos, inclusive pelo ícone da arquitetura mundial Frank Lloyd Wright. E foi a primeira mulher a ser contratada por Wright, passando a desenhar prédios, móveis, vitrais e painéis decorativos.










O historiador de arquitetura Reyner Banham lhe atribuiu o título de "maior desenhista de arquitetura de sua geração", especialmente por suas belas perspectivas em aquarela, tanto de prédios como de paisagismo. Mas, durante sua vida, seu talento nunca foi reconhecido, sendo seus projetos vistos apenas como uma extensão do escritório de Wright, onde trabalhou por 15 anos.




Mahony casou com Walter Burley Griffin, em 1911, arquiteto, ex-companheiro de trabalho no escritório de Wright, e um dos líderes do movimento Prairie School de arquitetura. Com as perspectivas da esposa em aquarela para ilustrar o projeto da cidade de Canberra, Walter concebeu a nova capital da Austrália, para onde mudaram em 1914, abrindo escritório em Sidney.Mais tarde o casal trabalhou na Índia onde, em menos de um ano, Mahony supervisionou o projeto de mais de 100 casas da escola Prairie de arquitetura. Walter Griffin morreu na Índia, em 1937.



Marion Mahony Griffin viveu até os 90 anos, falecendo 24 anos depois do marido, sem avançar muito na carreira na velhice. Está enterrada no Graceland Cemetery, em Chicago, junto a outros conhecidos arquitetos: David Adler, Louis Sullivan, Daniel H. Burnham, Bruce Goff, William Holabird, Howard Van Doren Shaw e Ludwig Mies van der Rohe.


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo